Tuesday, September 1, 2009

Exercício: a Clara dos 32 anos tem de escrever uma carta, à Clara dos 15 anos.
"Querida Clara,
mais de quinze anos depois, escrevo-te esta carta. Tentei estar sempre em contacto contigo mas a dinâmica da vida nem sempre mo permitia. Espero que entendas e que em momento algum duvides dos laços que nos unem.
Estás a passar pela adolescência e imagino as sombras que te rodeiam. Sei bem que não tens vida fácil. Que o ambiente em tua casa é pesado, que és assolada por dúvidas existenciais e sei que muitas vezes pensaste em atirar-te desse terceiro andar.
Não o faças. Talvez não obtenhas o teu intento e o sofrimento venha a ser pior. E se te digo para não o fazeres é porque tens muito ainda para viver. Só tens 15 anos e embora sofras para além do que a tua idade permite, gostava que soubesses que tudo vai ficar bem.
Não nego que ainda irás sofrer mas peço que reúnas as forças guardadas em ti para combateres os tempos difíceis dos anos que se avizinham. Mas não te assustes. Terás as tuas alegrias, os teus momentos de felicidade e descoberta. Conhecerás pessoas que te acompanharão e guiarão os passos.
Terás encontros com gente menos evoluída e em algumas situações não saberás lidar com as suas acções, mas crescerás diante da adversidade e terás pujança suficiente para continuares a andar. E é bom que saibas que andarás muito.
Nem sempre saberás para onde vais e acredito que esse sentimento se manterá até à maturidade. Nos próximos dez anos, andarás conforme o vento. Viverás como puderes e estarás sozinha em muitas ocasiões. Isto fará de ti, aparentemente, uma mulher solitária e os outros acharão que o fazes por opção.
O desejo de descoberta e a curiosidade far-te-ão girar por vários corpos masculinos. Vais acreditar sempre que irás atracar o teu próprio corpo e alma num desses corpos. Infelizmente não acontecerá, embora vá aparecer um corpo em particular capaz de sossegar as tuas ânsias e receios. Ele será o amor da tua vida e é com pena que te digo que o vosso encontro será breve. Pensarás nele quase todos os dias...
Os desgostos de amor darão cabo do teu lado romântico e chegarás aos trinta desencantada e solteira. Perdoa-me tirar-te as ilusões assim a seco, mas esta será a tua futura vida. Quem sabe, não a puderás alterar após leres esta carta?
Seja como for, prepara-te para as noites solitárias e frias em que as lágrimas te cairão impiedosamente. Nessas fases, parecer-te-á que o coração mingua, como aquelas tochas incandescentes que lutam contra o vento para se manterem acesas.
Mas alegra-te Clara...no dia a seguir estarás como nova. Tu és e serás sempre assim: forte, resistente, inteligente e na maior parte das vezes, lúcida.
Colocar-te-ás em situações dolorosas e complicadas. Mas os amigos que fizeste ao longo dos anos tratarão de te amparar. E finalmente chegará o dia em que a vida te conduzirá para uma espécie de decisão final. Nessa altura saberás o que fazer, porque colocarás em marcha algo que aprenderás no começo dos teus vinte anos. Ficarás em sossego e escutarás o teu coração. E só depois de o ouvires é que te levantarás decidida a tomar as redéas da tua vida.
Não nego. Será duro. Mas é importante que saibas o seguinte: aguentarás o embate da adaptação. Terás uma boa situação profissional. Passarás os teus dias a escrever e a receberes por isso. Bem sei que não acreditas nessa hipótese, mas podes ter a certeza disso. O que te quero dizer, minha querida Clara dos 15 anos, é que vai tudo correr bem. Não receies a tua futura vida. Estás aqui para vivê-la e senti-la. E quando estiveres prestes a fazer 18 anos, saberás do que te falo hoje. Vais deixar as sombras para trás e passar a viver com fé.
Portanto, levanta a cabeça, olha-te ao espelho e sorri. Ganha consciência do que és e do que puderás vir a ser...uma grande mulher!
Sempre tua,
Clara"

4 comments:

Chris said...

Gostei de passar o olhar por estas palavras...
Parabéns por estes voos de palavras.
Bjs
Chris

Bela said...

É muito bom reencontrar as pessoas que fomos ou que, ainda somos.
Esse voo foi deveras interessante.
Bjinhos ;)

Clara said...

Obrigada Chris! Sê bem vinda a este blogue!

Clara said...

Bela, porque não fazeres um exercício do género?
Beijinhos xxx