Wednesday, September 24, 2008

E os dias passam. Passam. Passam assim sem te dares conta.
És inundado pelo delicioso cheiro a maçã polvilhada com canela.
Mas os dias passam. E passam. Não se detêm diante dos teus prazeres.
A cama redonda que compraste há dias ainda não conhece o teu corpo.
Porque os dias passam. Passam. Passam. E deixam no ar o odor a água salgada.

3 comments:

manhã said...

hoje, sobretudo, também tenho essa sensação, não é uma boa sensação, mas também não é má apesar de ser infinitamente triste.

jotabloguer said...

Clara: O calendario é implacável, não pára, mas tb. não devemos fazer disso um fim do mundo! Vive os minutos, sem ânsias desmedidas,aguardando com um sorriso nos lábios, e com os que partilham os nossos momentos...sempre com a porta aberta para mais um(a) cumplicidade(s).
Fica bem!
Jorge

Sílvia said...

Mas não é bom o cherinho a canela? Hum...eu adoro! E a cama redonda? É fixe ou quê? Espero que estejas mais "acomodada"...
Beijinhos grandes com saudades
Sílvia